Espaço em falta

Cada vez mais, fica mais difícil encontrar um apartamento maior nas grandes cidades, com um preço que cabe no nosso bolso. E cada vez mais, percebemos que talvez não necessitamos de tanto espaço para viver com conforto, afinal, a vida acontece tanto lá fora, que são pouquíssimos os momentos que temos para realmente curtir, ficar em casa. As novas unidades são enxutas, porém, oferecem uma série de conveniências no próprio condomínio que facilitam e muito a otimização de espaço. Se você for pensar, para que uma área de serviço maior se parte desta área pode migrar para uma varanda gostosa que integra a sala, não é mesmo. E para driblar a falta de espaço, hoje, podemos contar com soluções em mobiliário incríveis, e que todos podem incluir nos seus apartamentos, desde que com planejamento. Querem ver?

Planejar bem o espaço

Untitled design (15)

Quanto menor for o espaço, mais necessidade de planejamento ele tem. É como num barco, precisa acomodar todos com seus pertences, mas a ordem é organização. Se seu caso é um apartamento pequeno, não hesite em montar uma planta de layout para entender bem o que pode ou não entrar no seu apê, e principalmente, como ficará a circulação. É ruim demais ficar esbarrando em tudo o tempo todo.

Mobiliário retrátil

Untitled design (14)

Acreditamos que a cama hoje é o móvel que mais foi pensado, afinal querendo ou não, ela ocupa em média 3m2 da maioria dos ambientes, e se estivermos falando de uma unidade de 35m2, são quase 10% de área perdida, não é mesmo? Já viram estas camas que durante o dia são sofás, e que de madeira fácil se transforam em cama? E ainda com um design atraente? Na mesa ideia da cama, também tem a mesa que cresce e diminui, entre outros.

Iluminação

Untitled design (12)

Já que o espaço é pequeno, abuse de iluminação indireta, com isso deixará cenários diferentes e você poderá valorizar o que mais gosta no seu ambiente, além de deixar o espaço bem aquecido.

Cores

Untitled design (13)

Quando temos um espaço menor, o ideal é trabalhar com cores mais claras, e colocar as cores mais escuras ou vibrantes apenas em detalhes ou acessórios. E aí, a criatividade pode correr solta. A cúpula de um abajur, as almofadas do sofá, as gravuras da parede, objetos coloridos, enfim, coloque cor e textura naquilo que traduz a sua personalidade, muito importante!

Espelhos

Untitled design (11)

Sim, sim, sim! Além de dar uma sensação de amplitude, ele consegue integrar espaços e brincar com a ilusão. Você pode optar por revestir uma parede inteira, colocar vários com molduras diferentes, como numa composição, ou até mesmo, escolher uma peça para valorizar um cantinho, nem que seja atrás da porta. Lembrando que em espaços pequenos, todo espaço é espaço!